c Como Montar uma Tabela Price
Tabela Price

Como montar uma Tabela Price no Excel

​Primeiro vamos criar os campos:
- Número de Prestações
SALDO DEVEDOR
- Aqui lançaremos o valor a ser financiado já subtraída da entrada
JURO
- Valor que será pago de juro mensalmente
AMORTIZAÇÃO
- Valor que será "abatido" do montante, ou seja amortizado do saldo devedor
PRESTAÇÃO
- Prestação Fixa! Paga mensalmente para se quitar o financiamento

Tabela Price - Parte I

Clique na célula abaixo do SALDO DEVEDOR ​e como indicado na figura ao lado formate para moeda. Vou optar por indicar a % de juros logo abaixo do campo JURO, antes de digitar a porcentagem formate a célula para porcentagem o botão fica ao lado da formatação de moeda que você acabou de utilizar. Além de formatar eu centralizei a porcentagem na célula. ​

​Agora vamos lançar o valor do saldo devedor e decidir de quantos meses será o financiamento. Para facilitar vou definir 10 prestações e um saldo devedor de R$ 10.000,00

​Não utilize a primeira linha da Tabela! Vamos registrar a primeira prestação a partir da segunda linha. Mas antes precisamos aprender a calcular a prestação fixa utilizando as fórmulas financeiras do Excel. Acompanhe o passo a passo.

Tabela Price - Parte II

Na segunda linha da tabela eu digito = e depois fx abrindo a caixa ao lado, inserir função. Preciso selecionar agora a categoria financeira e escolher a função PGTO. PGTO equivale ao PMT da calculadora HP-12C. PGTO significa pagamento e PMT payment (Pagamento em inglês).​



C​licando em PGTO abrimos a caixa Argumentos da Função. Agora vamos clicar no quadradinho posicionado à frente do campo em branco que está na frente de cada variável do cálculo, ao selecionarmos esse botão a caixa some e devemos escolher a célula adequada. Abaixo estou selecionando a taxa na figura da direita e o número de prestações na figura da esquerda. Depois de escolher a célula é só clicar no enter para gravar.

Tabela Price - Parte III

Na caixa "Argumentos da função" eu já selecionei o saldo devedor e estou definindo que a prestação é sem entrada, ou seja, a primeira vence dentro de 30 dias. Para definir isso devemos deixar o campo Tipo sem preenchimento ou digitar zero nele. Importante, deixar em branco o capo Vf (Valor Futuro) ele não entra no cálculo de prestações fixas. Feito isso é só clicar em OK e terminar o cálculo da Prestação Fixa.

​Vamos definir os 10 pagamentos é só definir que a célula de baixo é igual a de cima. Veja como fazer isso em duas etapas como exemplificado nas figuras.

Multiplique a primeira Prestação obtida por -1 para que todas fiquem positivas.​

Tabela Price - Parte IV

​​Na figura ao lado estou demonstrando o cálculo do juro pago na primeira linha de amortização, veja que a célula $D$3 está "travada", isso vai permitir que eu arraste a fórmula para baixo facilitando o preenchimento da planilha. Uma vez definido o valor do juro daquele mês vou calcular o valor da amortização, é só subtrair o valor do juro calculado pelo valor da prestação. ​Para finalizar calculamos o novo Saldo Devedor. O procedimento se repete a cada linha até que o Saldo seja totalmente quitado.



​​O cálculo do novo Saldo Devedor é realizado subtraindo-se do Saldo Anterior a Amortização do período, veja ao lado algumas linhas de cálculo.

Tabela Price - Parte V

​E agora a tabela completa com o total de juro pago e com o total amortizado. Obrigado!

Rodrigo Virgilio Martins

Vídeos

CANVAS - Bussiness Model Generation

Alexander Oterwalter - Coautor do best seller Bussiness Model Generation com Yves Pigneur.

Canal do Professor Rodrigo Virgilio Martins

Nossa página de vídeos está se ampliando, disponibilizaremos muitas opções para você.



Homenagem ao Trabalho de Márcia Kühl Martins

Grande incentivadora dos meus projetos, parceira, orientadora e acima de tudo uma grande amiga.